Dicas para negociar dívidas com o banco

Negociar Dívidas

Negociar dívidas com o banco definitivamente não é uma tarefa simples.

Não é segredo para ninguém que bancos lucram exageradamente sobre o consumidor.

Dessa forma muitas vezes tentamos contatar esses credores com intuito de obter algum tipo de redução da dívida em aberto ou ao menos renegociar os valores devidos para tornar viável seu pagamento.

Mas conseguir sucesso nessa empreitada é uma missão muito difícil.

Quando o consumidor contata o banco, dificilmente consegue falar com um atendente.

O mais comum hoje em dia é o auto atendimento operado por robôs, que disponibilizam opções pré-configuradas onde a vantagem é sempre do banco e não do consumidor.

Nesse cenário, será que é possível negociar dívidas com o banco e conseguir descontos atrativos?

A Reis Revisional, especialista em redução de dívidas e maior empresa do ramo no Brasil, apresenta um abaixo um conjunto de dicas para você negociar sua dívida com maior probabilidade de sucesso.

Banner Juros Abusivos

Isso mesmo, preparamos esse artigo para te ajudar a conseguir descontos de maneira mais eficaz com bancos e financeiras.

Dica 1: Para negociar dívidas é necessário fazer contas

Negociar Débitos

Negociar Dívidas com Bancos

Conseguir contato com alguém que te ouça e entenda sua situação não é tarefa simples.

Desse modo, muitas pessoas recorrem diretamente ao gerente de sua conta para tentar negociar dívidas e reduzir o valor das parcelas de empréstimos ou financiamentos.

Entretanto o que pouca gente faz é pegar o contrato e a calculadora antes de iniciar a negociação.

Desse modo, acabam sendo ludibriadas pelo gerente ou responsável do banco justamente porque eles sim possuem todas as informações da dívida em aberto.

Não raro pessoas acabam renegociando suas dívidas achando que estão levando vantagem quando na verdade a dívida aumentou.

Isso mesmo, o efeito reverso.

Gerentes e agentes financeiros são treinados para obter o máximo de lucro para as instituições.

Dessa forma, sempre tentarão tirar vantagem da situação e aumentar ainda mais a cobrança de taxas e juros.

Mas uma pessoa preparada dificilmente cairá nessa armadilha.

Antes de sentar na mesa de negociações para tentar negociar dívidas com o gerente, pegue seu contrato original, leia, verifique o valor dos juros e tarifas cobradas.

Além disso, multiplique o valor da parcela pelo total de prestações e verifique quanto já foi pago.

Ao obter a simulação de uma possível renegociação da dívida, faça as contas e verifique se ao diminuir a parcela e aumentar o prazo, você não estará pagando ainda mais.

Comumente as instituições acrescentam juros e diminuem a parcela aumentando também o prazo da operação.

Isso faz o efeito contrário a redução da dívida, aumentando ainda mais o valor devido ao credor.

 

Dica 2 – Use a portabilidade a seu favor

Portabilidade bancária

Você sabia que é direito do consumidor fazer a portabilidade de dívidas para outras instituições?

A portabilidade bancária é uma excelente opção para diminuir os juros de dívidas, principalmente aquelas mais elevadas e a longo prazo como imóveis e veículos.

Quando você possui um financiamento, pode tentar uma negociação com outros bancos concorrentes do banco originário da dívida.

O resultado pode significar uma redução de mais de 30% do valor devido.

Entretanto para fazer a portabilidade bancária é necessário que exista um banco que queira assumir o crédito do consumidor.

Funciona da seguinte forma, você vai até um banco diferente do qual você possui a dívida e faz uma simulação de portabilidade.

Havendo interesse do novo banco e vantagem para o consumidor com redução de juros ou prazo, o banco original é obrigado a ceder o crédito para esse novo banco.

Dessa forma, o banco que esta assumindo o financiamento quita sua dívida e um novo contrato é realizado com as novas condições negociadas.

De acordo com a Resolução 4292/2013 do Banco Central do Brasil, o banco original não pode recusar a portabilidade.

Entretanto ao fazer a portabilidade é possível que seu banco não queira perder o cliente.

Assim, negociar dívidas utilizando a portabilidade bancária pode ser uma excelente opção para quem quer obter uma diminuição nas taxas de juros de empréstimos e financiamentos.

Contudo a dica 1 também deve ser aplicada ao novo contrato.

Ou seja, faça as contas antes de assinar qualquer contrato e verifique se realmente haverá vantagem em proceder com a portabilidade de crédito bancário.

Isso porque muitas vezes o novo banco pode cobrar taxas e tarifas para realizar a transação, e esses valores devem ser levados em conta.

Afinal o objetivo é reduzir dívidas, e não aumentá-las.

Para saber tudo sobre a portabilidade de crédito bancário, acesse o artigo: O que é Portabilidade Bancária

 

Dica 3 – Negociar Dívidas com uso profissional

Negociação Profissional

Negociação de débitos bancários

As dicas acima certamente serão muito úteis para quem necessita de uma redução de juros nas parcelas ou simplesmente quitar a dívida com um desconto maior.

Contudo na maioria dos casos o consumidor pode enfrentar dificuldades em conseguir a negociação ou não obter sucesso na redução da dívida.

Outro ponto é que muitas vezes os custos da portabilidade pode não compensar a empreitada.

Nesse sentido, é fundamental analisar o contrato para detectar irregularidades, como cobrança abusiva de juros.

Os juros abusivos, principal vilão do consumidor, é o grande responsável pelo alto índice de inadimplência no Brasil.

A título de conhecimento, nossas taxas são consideradas uma das maiores do mundo.

Isso faz com que bancos e financeiras batam recordes atrás de recordes de lucro anualmente.

Entretanto é possível identificar e reverter essas irregularidades através da revisão de contrato.

A Reis Revisional, líder em revisão de dívidas no Brasil, por meio de seu corpo de colaboradores especialistas altamente treinados a lidar com as instituições financeiras, garante em contrato a redução de metade de sua dívida.

Essa redução é possível justamente porque 90% dos contratos bancários possuem irregularidades na cobrança de juros e tarifas.

Desse modo, ao comprovar esses vícios através de laudos e contato direto com representantes de bancos, a Reis Revisional obtém as reduções que realmente valerão a pena para o consumidor.

Dívidas como empréstimos, financiamentos, cartões de crédito, cheque especial e capital de giro são campeões de irregularidades.

Para saber se você também esta sendo mais uma vítima da cobrança abusiva de juros, faça o Cálculo Revisional e descubra o quanto você pode estar sendo lesado.

Fale agora mesmo com nossos consultores e resolva sua situação de uma vez por todas, pagando valores justos por sua dívida.

O que é revisão de juros abusivos

Taxas de juros exorbitantes

Juros abusivos

Negociar dívidas não é uma tarefa simples e de fácil obtenção.

Desse modo, contatar um profissional muitas vezes é necessário para deixar de pagar valores ilegais e abusivos aos credores.

Nesse sentido, a Revisão de Juros Abusivos surgiu para colocar um basta na tirania bancária.

Através da revisão, é possível detectar cobrança de taxas de juros abusivas, vícios contratuais e tarifas ilegais embutidas em contratos.

Além disso, a revisão de juros abusivos visa tornar a relação entre banco e consumidor equilibrada, restabelecendo a ordem financeira.

No Brasil, comumente é praticada a cobrança de juros através da tabela Price.

Isso significa que a cobrança de juros se dá por meio da capitalização de juros, ou seja, juros sobre juros.

Esse tipo de cálculo é extremamente benéfico aos credores e prejudicial para o consumidor.

Em alguns casos, a conversão da cobrança de juros compostos para juros simples pode significar uma redução de mais da metade do valor da dívida.

Abaixo elencamos algumas vantagens de fazer a revisão de juros abusivos:

1 – Economia financeira

Negociar dívidas com um profissional fará com que valores abusivos deixem de ser cobrados, gerando grande economia financeira ao consumidor

2 – Proteção de bens em caso de inadimplência

Através da revisão da dívida, em alguns casos pode-se obter tutela para proteção de bens com risco de busca e apreensão.

3 – Proteção do CPF  / CNPJ

A restrição do documento e inscrição em órgãos de proteção ao crédito é um grande vilão de quem esta inadimplente com o banco.

Através da revisão de contrato é possível obter a quitação de dívidas e retirada dessa inscrição com a quitação dos débitos com o valor reduzido.

4 – Possibilidade de devolução de valores cobrados ilegalmente

Alguns contratos possuem tarifas embutidas, que caracterizam a chamada “venda casada”.

Essa cobrança é ilegal pelo Código de Defesa do Consumidor sendo que seus valores devem ser devolvidos.

Negociar dívidas com um profissional experiente nesse caso pode trazer além da redução da dívida, a devolução de valores cobrados ilegalmente.

5 – Fim da cobrança Vexatória

Dever para o banco é um verdadeiro transtorno.

Enxurrada de ligações acontecem, inclusive para parentes e amigos.

Isso quando a cobrança não ocorre no local de trabalho do devedor.

Essa prática é ilegal e abusiva, e deve ser combatida ao negociar dívidas bancárias.

Conclusão

Negociar dívidas bancárias vai muito além de tentar descontos em parcelas ou quitações.

Infelizmente instituições financeiras cometem irregularidades nos contratos de financiamento como cobrança de juros abusivos e tarifas ilegais embutidas.

Todas essas práticas devem ser combatidas pelo consumidor com intuito de restabelecer o equilíbrio contratual entre credor e cliente.

A Reis Revisional é especialista em negociar dívidas e obter redução real em mais da metade do valor devido.

Coloque um ponto final na cobrança de juros abusivos, faça o Cálculo Revisional Gratuito e livre-se desse transtorno.

Willian dos Reis
Willian dos Reis
Co-fundador da empresa Reis Revisional, consultoria especializada na luta contra a cobrança de juros abusivos no Brasil, gerando economia financeira e proporcionando o equilíbrio nas relações de consumo entre seus clientes e Bancos e Financeiras. Condecorada pela LATIN AMERICAN QUALITY INSTITUTE na categoria de Consultoria Financeira, foi premiada por sua preocupação na gestão da qualidade com certificação emitida pela LAQI, reconhecida pela ONU.

Qual sua opinião? Deixe um Comentário

avatar
 
smilegrinwinkmrgreenneutraltwistedarrowshockunamusedcooleviloopsrazzrollcryeeklolmadsadexclamationquestionideahmmbegwhewchucklesillyenvyshutmouth
  Inscreva-se  
Notificação de