Limite de Juros no Cheque especial

Você sabia que a partir de agora o limite de juros no Cheque Especial é de 8%?

Ocorre que até a definição das medidas impostas pelo Banco Central, não havia limite de juros para essa modalidade de crédito.

A saber, limite de cheque especial é aquele valor disponível em sua conta corrente quando não há saldo credor suficiente.

Na prática, o cheque especial funciona como um empréstimo automático quando o cliente não possui saldo suficiente na conta.

Esse valor pode ser providencial em situações emergenciais, entretanto os juros cobrados ultrapassavam a casa dos 300% ao ano, sendo considerada uma das maiores do mundo.

Com as novas medidas, os credores não poderão mais cobrar taxa de juros superiores aos 8% determinados como limite de juros no cheque especial.

O problema é que a maioria das pessoas não sabem com exatidão qual o valor de juros cobrados, e acabam sofrendo cobrança de juros abusivos.

Mas 8% é uma taxa razoável?

Limite de Juros Cheque Especial

Muito se discute qual seria o valor correto de juros para o limite do cheque especial e também as demais modalidades de crédito bancário como empréstimos e financiamentos em geral.

Decerto que credores têm direito a cobrança de juros, afinal estão emprestando dinheiro e precisam de remuneração por isso.

Contudo há um claro exagero na hora de usufruir desse direito de cobrança.

A taxa de 8% ao mês, se comparada a outros países com situação financeira mais equilibrada, chega a ser assombrosa.

Esse fato fica evidenciado quando analisamos o percentual de lucro das principais instituições financeiras no país, que batem recordes de lucro todos os anos.

Dessa forma, é fundamental para saúde financeira obter um cálculo de juros abusivos a fim de detectar possíveis excessos cometidos pelo credor.

Com base nesse cálculo, é possível obter os valores cobrados a maior, que comumente encarecem a dívida em mais da metade do valor original.

Constatado o abuso, cabe ao consumidor optar em fazer a revisão da dívida ou não.

Conforme consta no Código de Defesa do Consumidor, é um direito básico a revisão de cláusulas que estabeleçam prestações desproporcionais ou onerosidade excessiva em decorrência de fatos supervenientes.

Assim, de posse de um laudo que comprove o abuso, a revisão contratual quando bem elaborada e fundamentada, irá reajustar o contrato para valores corretos, trazendo economia financeira real ao devedor e proporcionando justiça na relação de consumo.

Para obter cálculo gratuito de juros abusivos, acesse o Cálculo Revisional.

Quais os principais pontos das novas regras referente o Limite de juros no cheque especial?

O ponto mais polêmico trazido pelas novas regras certamente é a autorização para cobrança da tarifa mensal.

Em suma, pessoas que possuem limite superior a R$ 500,00 pagarão 0,25% sobre o valor excedente na forma de tarifa.

Assim, mesmo que exista limite de juros no cheque especial, a cobrança da tarifa traz ao credor indubitavelmente uma forma de aumentar ainda mais seus lucros em detrimento ao consumidor.

Dessa forma, uma pessoa que possui limite no cheque especial de R$ 5.000,00, pagará mensalmente 0,25% sobre R$ 4.500,00, ou seja, R$ 11,25.

Esse valor descontado será abatido dos juros caso o cliente efetivamente utilize o valor disponível.

A medida gerou polêmica.

Muitas pessoas sequer sabem que possuem limite no cheque especial, muito menos quais os percentuais de juros, e serão obrigadas a pagar mais uma tarifa ao credor.

Com medo da fuga de clientes, alguns bancos anunciaram que não iriam fazer a cobrança da tarifa nesse primeiro momento.

Entretanto o consumidor deve ficar atento.

A melhor maneira de ter certeza se haverá desconto ou não da tarifa de limite no cheque especial é diretamente com o credor, se possível, por escrito.

Dessa forma, caso haja algum abuso, o consumidor terá como provar junto aos órgãos de defesa do consumidor (como Procon) para frear exageros bancários.

De qualquer maneira, qualquer nova cobrança efetuada por credores a seus correntistas deverão ser comunicadas com 30 dias de antecedência.

Cabe ao consumidor se atentar para não ser surpreendido futuramente.

Limite de juros no cheque especial e a taxa média do Bacen

Taxa média de jurosA saber, o Banco Central do Brasil – Bacen é o órgão oficial do governo para determinar regras e diretrizes financeiras, bem como controle e fiscalização dos bancos.

Assim, o Bacen divulga mensalmente a taxa média de juros proveniente das mais diversas modalidades de crédito disponíveis.

A título de conhecimento, no último ano a taxa média de juros no cheque especial foi em média 12% ao mês, cerca de 306% ao ano.

Dessa forma, com as novas regras de limite de juros no cheque especial, a cobrança será reduzida pela metade.

Contudo especialistas da área afirmam que ainda é pouco, vez que a taxa de 8% ao mês representa quase 30 vezes o rendimento da poupança, sendo uma das maiores do mundo.

Ou seja, mesmo reduzindo a taxa de juros no cheque especial pela metade, o consumidor sofre com a cobrança abusiva de juros e deve buscar alternativas para manter sua vida financeira equilibrada.

O ideal certamente seria não usufruir das modalidades de crédito consideradas mais abusivas como o cheque especial e cartão de crédito.

Em casos extremos onde não há outra alternativa, o consumidor deve buscar linhas mais suaves de crédito, como empréstimos consignados ou empréstimos pessoais.

Em todo caso, mesmo ciente das altas taxas antes de usufruir do serviço bancário, há possibilidade da revisão da dívida.

Nesse sentido a Reis Revisional, líder em revisão contratual no Brasil e certificada pela norma ISO 9001 de qualidade, já ajudou milhares de brasileiros a obterem a redução da dívida.

Preencha o Cálculo Revisional e coloque um basta nos juros abusivos.

Dicas para manter a saúde financeira

1 – Seja Organizado

A principal dica para manter a saúde financeira sem dúvidas é a organização.

Saber com exatidão quanto dinheiro entra e quanto dinheiro sai da conta é fundamental para evitar armadilhas como juros abusivos.

A melhor maneira de controlar as despesas é planilhar todos os gastos mensais e manter o documento sempre atualizado.

Inclusive hoje em dia existem inúmeros aplicativos que fazem a gestão de finanças, com fácil acesso pelo celular.

2 – Fique atento ao limite de juros no cheque especial e outros contratos bancários

Como vimos, as taxas de juros cobradas no cheque especial e também no cartão de crédito são extremamente elevadas.

Evitar o uso do crédito rotativo no cartão de crédito e manter a conta corrente sempre positiva são ações fundamentais para manter a saúde financeira em dia.

Quando desconfiar que algo esta errado, recorra a revisão de juros abusivos e jamais deixe o credor levar vantagem na relação de consumo.

3 – Controle seus gastos

Antes de fazer uma compra qualquer, pense se realmente aquele item é importante e que você precisa dele.

Muitas vezes o consumidor fica empolgado com ofertas fantasiosas e acabam comprometendo a renda em itens que não são fundamentais naquele momento.

Inclusive esse fato faz com que o consumidor acabe utilizando seu limite no cheque especial ou então não consiga efetuar o pagamento integral da fatura do cartão de crédito, incorrendo em juros desnecessariamente.

4 – Pesquise antes de comprar

Se você chegou a conclusão que realmente necessita de determinado item e precisará efetuar a compra, jamais deixe de pesquisar o mercado antes de bater o martelo.

Inclusive isso vale para empréstimos e financiamentos, pois as taxas de juros podem variar consideravelmente de uma instituição para outra.

Uma boa pesquisa de mercado pode trazer economia real ao bolso do consumidor e evitar que este se perca financeiramente.

5 – Faça revisão contratual por taxa de juros abusivos

 A revisão contratual é fundamental para identificação de cobrança de taxas e juros abusivos, e pode trazer economia real ao consumidor em mais da metade do valor da dívida.

Mesmo com a redução no limite de juros no cheque especial, você tem direito de revisar sua dívida.

Faça o Calculo Revisional, coloque suas finanças em dia e volte a ter paz e tranquilidade sem preocupação com juros abusivos.

Willian dos Reis
Willian dos Reis
Co-fundador da empresa Reis Revisional, consultoria especializada na luta contra a cobrança de juros abusivos no Brasil, gerando economia financeira e proporcionando o equilíbrio nas relações de consumo entre seus clientes e Bancos e Financeiras. Condecorada pela LATIN AMERICAN QUALITY INSTITUTE na categoria de Consultoria Financeira, foi premiada por sua preocupação na gestão da qualidade com certificação emitida pela LAQI, reconhecida pela ONU.

Qual sua opinião? Deixe um Comentário

avatar
 
smilegrinwinkmrgreenneutraltwistedarrowshockunamusedcooleviloopsrazzrollcryeeklolmadsadexclamationquestionideahmmbegwhewchucklesillyenvyshutmouth
  Inscreva-se  
Notificação de