Queda da taxa de juros na prática e a verdade sobre os financiamentos

queda de taxa de juros na prática e a verdade sobre os financiamentos

Por que ainda existe juros abusivos no Brasil?

Nas últimas semanas os jornais têm divulgado uma diminuição na taxa básica de juros, deixando de ser a maior do mundo pela primeira vez após décadas de liderança no ranking, um título que não deixa ninguém orgulhoso. A taxa definida pelo banco central chegou a 6,5% ao ano, mas ai entra uma questão que martela a cabeça dos brasileiros relacionada aos juros abusivos. Quem nesse país consegue fazer algum tipo de financiamento pagando 6,5% de juros ao ano?

Para se ter uma idéia, na prática o custo médio de um empréstimo bancário para pessoa física custa em torno de 33% ao ano, e para o caso de cheque especial chegam a incríveis 324% ao ano. Isso tudo gera muita desconfiança para o consumidor pois a discrepância é muito grande, colocando bancos e financeiras e seus lucros em cheque.

Fato é que existem poucas instituições financeiras que dominam o mercado fazendo com que o consumidor não tenha muitas opções na hora de contratar um financiamento, facilitando a prática dos juros abusivos. Há uma preocupação do banco central em estimular a concorrência bancária para tentar diminuir essa ocorrência mas atualmente apenas cinco bancos detém mais de 80% de todo ativo financeiro do país.

Mas o que é juros abusivos?

Ao não pagar a fatura do cartão de crédito em dia por exemplo, o brasileiro irá pagar cerca de 334% de juros. Mas se a taxa média de juros no Brasil é de 33% ao ano, por que tanta diferença?

Os bancos justificam como principal fator para essa cobrança exagerada de juros abusivos a inadimplência, pois quanto maior a chance do banco em não obter lucro com os financiamentos, maior a taxa de juros para que haja uma compensação das perdas. Nessa mesma linha de raciocínio, quanto menos garantias o consumidor oferecer para liquidar a dívida, mais alta será a cobrança dos juros.

No caso do cartão de crédito não há uma solicitação do banco de que seja dada alguma garantia do pagamento como um veículo ou um imóvel por exemplo, elevando o risco de um suposto calote. Mas essa “justificativa” dos bancos não condiz com a realidade da crise que o país atravessa e principalmente com o chamado “spread bancário” , que nada mais é do que a margem de lucro dos bancos. Segundo dados do Banco Mundial, o spread no Brasil é o maior do mundo há muito tempo, inclusive maior do que o spread médio da própria América Latina.

Portanto se você desconfia que esta pagando juros abusivos seja em financiamentos como o de veículos, seja em dívidas com o cartão de crédito, procure uma empresa especializada como a Reis Revisional e coloque um fim na prática dos juros abusivos.

Queda da taxa de juros na prática e a verdade sobre os financiamentos
5 (100%) 1 vote

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.