Cartão de Crédito: Novas Regras e as Armadilhas

cartão de crédito - novas regras e as armadilhas

Fuja dos juros abusivos praticados pelos bancos e financeiras

Novas medidas para cartões de crédito foram anunciadas essa semana e entram em vigor a partir de primeiro de junho de 2018. O objetivo é impactar diretamente nas taxas de juros na tentativa de regular um mercado milionário que extrapola os limites da prática de juros abusivos.

A principal alteração nas regras é o fim do limite mínimo de 15% para pagamento da fatura. Agora, cada banco, financeira ou operadora de cartão de crédito poderá definir o percentual de pagamento mínimo da fatura de maneira personalizada de acordo com análise do perfil de cada cliente e seu relacionamento com a instituição.

Outra mudança que afeta diretamente o consumidor é a proibição de cobrança de duas taxas diferenciadas de juros para aqueles que deixam de pagar o valor integral das faturas, sendo elas o rotativo “regular” e o rotativo “não regular”.

Hoje os juros do rotativo regular são mais baixos e aplicados aos clientes que realizam o pagamento mínimo da fatura. Já o rotativo não regular é utilizado para os clientes que não pagam o valor mínimo de fatura sendo mais alto justamente porque o cliente se torna inadimplente.

De acordo com o Banco Central (Bacen), a taxa média utilizada no mês de março pelas instituições e operadoras de cartão de crédito foi de 10,8% ao mês para os clientes pertencentes ao rotativo regular, ou seja, para aqueles que pagaram ao menos o mínimo da fatura. Já para os que não pagaram nem o mínimo da fatura e ficaram inadimplentes, a taxa foi de 14,3% (rotativo não regular).

Com as alterações, as operadoras de cartão de crédito agora são obrigadas a cobrar uma taxa única tanto para clientes que pagam o valor mínimo quanto para os que não pagam. No caso dos inadimplentes, as instituições poderão ainda cobrar multa de 2% e juros de mora de 1% a.m.

Quando a pessoa entra no rotativo, ou seja, quando ela não paga o valor integral da fatura, no mês seguinte caso ela não quite o valor remanescente o banco é obrigado a oferecer um parcelamento do saldo devedor por meio de linhas de crédito com juros mais baixo, funcionando na prática como se fosse um empréstimo, sendo proibido o pagamento do valor mínimo novamente.

Mas na prática, haverá o fim da cobrança de juros abusivos?

Infelizmente para o consumidor a previsão não é favorável em relação a cobrança de juros abusivos. Mesmo com a tentativa de padronizar e regular essa cobrança abusiva das instituições e financeiras pelo Bacen, na prática não é isso que acontece.

Caso o consumidor esteja desconfiado que juros abusivos estão sendo cobrados deve procurar imediatamente uma empresa competente para análise e revisão das taxas, como a Reis Revisional que possui consultores especializados e atendimento personalizado para identificação e correção da cobrança de juros abusivos.

Preencha o formulário abaixo e verifique se esta sendo vítima dessa cobrança:

Cartão de Crédito: Novas Regras e as Armadilhas
5 (100%) 4 votes
Evandro

Fundador da Consultoria Reis Revisional, aliado com a sua equipe já atingiu mais de 70 milhões em economia bancária para os clientes da empresa.

Condecorado pela LATIN AMERICAN QUALITY INSTITUTE como Empresário do Ano 2018 na categoria de Consultoria Financeira. Conquistou a Medalha de Honra Cruz de Malta, certificado em “Marketing & Branding – Manager Leader”, Master in Total Quality Administrations, Global Quality Certification, Brazil Quality Certification, emitidos pela LAQI, reconhecida pela ONU.

Condecorado pela ANCEC (Agência Nacional de Cultura, Empreendedorismo e Comunicação) com o “Prêmio Referencia Nacional – Consultoria Financeira em Juros Abusivos 2018”, selo de “Referência Nacional & Qualidade Empresarial – Consultoria Financeira em Juros Abusivos”, “Troféu Responsabilidade Cultural 2018”.

Evandro dos Reis
Evandro dos Reis
Fundador da Consultoria Reis Revisional, aliado com a sua equipe já atingiu mais de 70 milhões em economia bancária para os clientes da empresa. Condecorado pela LATIN AMERICAN QUALITY INSTITUTE como Empresário do Ano 2018 na categoria de Consultoria Financeira. Conquistou a Medalha de Honra Cruz de Malta, certificado em “Marketing & Branding – Manager Leader”, Master in Total Quality Administrations, Global Quality Certification, Brazil Quality Certification, emitidos pela LAQI, reconhecida pela ONU. Condecorado pela ANCEC (Agência Nacional de Cultura, Empreendedorismo e Comunicação) com o “Prêmio Referencia Nacional – Consultoria Financeira em Juros Abusivos 2018”, selo de “Referência Nacional & Qualidade Empresarial – Consultoria Financeira em Juros Abusivos”, “Troféu Responsabilidade Cultural 2018”.

2 Comentários

  1. Ornelio Moreira disse:

    Graças a Deus em primeiro lugar,e a Reis revisional, hj estou em paz. Consegui quitar meu carro graças aos profissionais dessa empresa em especial a Cíntia tisciane que esteve sempre pronta pra me auxiliar,esclarecer e acima de tudo solucionar meu caso.cumpriu mais que o prometido .muito obrigada Reis revisional e Cíntia tisciane. Super recomendo

    • Prezado Ornelio, ficamos absolutamente grato com +1 um caso resolvido contra Juros Abusivos em contratos de financiamento bancário. A Equipe Reis Revisional agradece seu depoimento e sua preferência, Muito obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.