5 Segredos que os bancos não querem que você descubra

Segredos de Bancos

Bancos são instituições poderosas e escondem segredos que os tornam cada dia mais ricos, na contra-mão de qualquer crise financeira.

A saber, apenas no último trimestre do ano o lucro consolidado dos bancos chegou a casa dos 13,5 bilhões.

Apesar de inferior a anos anteriores, ainda assim é considerado um dos mais elevados do mundo se comparado a ganhos de outros países.

E o principal fator que contribuiu e continua contribuindo para esse lucro exagerado das instituições é a falta de concorrência.

Nosso país tem apenas 5 grandes bancos (BB, Caixa, Itaú, Bradesco e Santander).

Esses bancos são gigantescos e possuem uma multidão de clientes que deixam seu dinheiro todos os dias em forma de depósitos, juros, empréstimos e taxas.

Segundo dados do Relatório de Economia Bancária divulgado pelo Banco Central em 2019, sozinhos, esses bancos movimentaram 80% dos empréstimos e depósitos do Brasil.

Em suma, eles possuem praticamente todo dinheiro do país em suas contas.

E se os bancos possuem clientes de sobra, por qual motivo eles diminuiriam seus lucros dando maior retorno em investimentos feitos por seus correntistas, ou então  reduzindo taxas de juros em empréstimos e financiamentos?

Quer saber então os segredos que esses bancos não querem que você descubra? Vamos a eles:

Segredo 1: Você não precisa pagar tarifa em conta bancária

 

tarifas bancáriasCom a Resolução 3919 feita pelo Banco Central, órgão regulador e fiscalizador do sistema financeiro nacional, é obrigatório ao banco que toda cobrança de tarifa pela prestação dos serviços estejam previstas em contrato firmado junto ao cliente.

Além disso, a resolução prevê que contas “online” não devem sofrer cobrança alguma.

Ou seja, as contas bancárias cujo as transações são efetuas exclusivamente por meio eletrônico, não podem sofrer cobrança de tarifas.

Nesse sentido, não é interessante à instituição financeira divulgar e oferecer esse tipo de serviço vez que diminuiria seu lucro.

Ocorre que hoje em dia, com a informatização e a facilidade de utilização dos serviços bancários por aplicativo, ir presencialmente a uma agência bancária se tornou cada vez mais raro.

Se você também não sente falta de ir até uma agência para realizar suas transações, considere a abertura de uma conta online.

Desse modo, você estará economizando dinheiro e contribuindo para que os bancos se alinhem à realidade do restante do sistema financeiro nacional.

Segredo 2: O banco não vai deixar o gerente ser seu amigo

Gerente não é amigo de cliente

Você já ouviu falar que gerente de banco não é amigo de ninguém?

Na verdade gerente de banco é uma pessoa comum, que esta buscando o ganha pão para seu sustento.

Muitas pessoas, pela proximidade que criam na relação com seus gerentes, acabam acreditando que eles são tão prestativos porque se identificam ou possuem algum tipo de afinidade pessoal.

Contudo, mesmo que em remotos casos isso realmente aconteça, o banco sempre irá tentar evitar esse tipo de situação.

Justamente para prevenir uma relação de confiança mútua, é que as instituições financeiras costumam trocar seus gerentes em períodos não maiores do que dois anos.

Você já percebeu que não raro seu gerente é simplesmente transferido para outra agência?

Essa é uma estratégia utilizada para diminuir a proximidade do gerente com o correntista, evitando a criação de vínculo de amizade.

Afinal, se houver amizade entre o gerente e o cliente, é provável que este atuará com maior probabilidade de agir em favor da amizade, e não da instituição, podendo desse modo haver diminuição dos lucros.

Outro fator é que, havendo amizade, no caso do gerente ir trabalhar em outro banco concorrente, este poderá levar os clientes consigo.

Segredo 3: Investimento em banco é bom para o banco, não para você

Investimento em banco

Com a disseminação da informação, hoje em dia não é necessário ser milionário para fazer investimentos financeiros.

Foi o tempo que fazer aplicação limitava-se a deixar o dinheiro na poupança.

Dessa forma, deixar o suado dinheirinho nesse tipo de investimento é prejuízo certo.

E justamente por não entender de aplicações e investimentos é que a maioria das pessoas acabam deixando isso nas mãos dos gerentes bancários.

Em primeiro lugar os gerentes trabalham com metas, e devem atendê-las para que possam garantir seus empregos mensalmente.

Nessa linha de raciocínio, o gerente certamente irá “empurrar” os investimentos os quais ainda não possui a meta batida.

E sem sombras de dúvidas que esses investimentos vão garantir um bom retorno financeiro ao banco, com cobranças de taxas de administração altíssimas.

Assim, um investimento que o banco ganha mais que o investidor jamais pode ser considerado um bom investimento.

Então se você quer ter rentabilidade de verdade, deve fugir desse tipo de aplicação.

O mais correto é se informar, pesquisar, estudar o mercado e apenas após isso realizar os investimentos a fim de maximizar os seus lucros e diminuir eventuais riscos.

Segredo 4: Você não precisa pagar juros em empréstimos e financiamentos

Juros em empréstimos e financiamento

Certamente esse é o maior segredo que bancos e financeiras escondem de seus clientes a qualquer custo.

Como vimos no início desse texto, o lucro dos maiores bancos é absurdo e vai de encontro ao cenário econômico nacional.

Ocorre que, além da cobrança de tarifas e taxas bancárias, esse lucro enorme angariado pelas instituições são provenientes de elevadas taxas de juros em empréstimos e financiamentos, chamado de juros abusivos.

Os juros abusivos são assim considerados quando superam a média de mercado divulgado pelo Banco Central, ou quando seu sistema de amortização traz lucro excessivo à instituição, incorrendo em enriquecimento sem causa, proibido pelo Código Civil.

Cheque especial, cartões de crédito e financiamentos de veículos além de empréstimos pessoais ou empresariais são campeões nesse tipo de cobrança.

Contudo só paga juros ao banco quem ainda não ouviu falar em revisão de contrato.

Através da revisão, é possível deixar de pagar esse tipo de abuso aos credores, trazendo economia real pelo não pagamento de juros abusivos.

Infelizmente no Brasil, mais de 90% desses contratos possuem esse tipo de cobrança.

Segundo a Reis Revisional, consultoria líder e especializada em revisão de juros abusivos no Brasil e certificada pela norma ISO 9001 de qualidade, ainda há pouca procura pela revisão de juros por parte dos consumidores frente ao altíssimo número de transações novas diárias.

Portanto, é imprescindível a essas pessoas que se informem sobre os valores cobrados em forma de juros e façam a revisão.

Se você possui algum tipo de dívida bancária, faça o Cálculo Online Gratuito e descubra se esta sendo vítima desse tipo de abuso.

Segredo 5: Título de Capitalização não é investimento

Bancos costumam ofertar título de capitalização aos seus clientes com a promessa de retorno alto frente ao investimento.

Na verdade os gerentes costumam “atacar” o fato de que, com o título, o cliente estará poupando dinheiro que eventualmente ele gastaria se estivesse facilmente disponível para utilização, como a poupança, com promessa de retorno ao final do investimento.

Entretanto títulos de capitalização prendem o dinheiro do investidor, com um retorno pífio ao final do período, chegando esse rendimento a ser inferior a poupança.

Para seduzir o cliente, há a oferta de sorteios de prêmios ao longo do período.

Mas para isso, o investidor deverá contar com a sorte para ser um dos felizardos a ser premiado.

Por fim, títulos de capitalização é um ótimo investimento para o banco, não para você.

Gostou do artigo?

Quer descobrir como economizar muito dinheiro sem pagar juros abusivos?

Escreva seu comentário e entre na luta contra os juros abusivos no Brasil.

Willian dos Reis
Willian dos Reis
Co-fundador da empresa Reis Revisional, consultoria especializada na luta contra a cobrança de juros abusivos no Brasil, gerando economia financeira e proporcionando o equilíbrio nas relações de consumo entre seus clientes e Bancos e Financeiras. Condecorada pela LATIN AMERICAN QUALITY INSTITUTE na categoria de Consultoria Financeira, foi premiada por sua preocupação na gestão da qualidade com certificação emitida pela LAQI, reconhecida pela ONU.

Qual sua opinião? Deixe um Comentário

avatar
 
smilegrinwinkmrgreenneutraltwistedarrowshockunamusedcooleviloopsrazzrollcryeeklolmadsadexclamationquestionideahmmbegwhewchucklesillyenvyshutmouth
  Inscreva-se  
Notificação de