cobrança abusiva

Além dos juros abusivos, clientes inadimplentes sofrem com a cobrança abusiva

É cada vez mais frequente entre as famílias brasileiras o chamado “colapso econômico” gerado pela diminuição do poder de compra aliado à forma displicente com que pessoas administram suas rendas, exatamente pela dificuldade de manter o padrão de vida em um mundo que vive uma crise generalizada e porque não dizer, globalizada. Quando os gastos superam a renda, torna-se inevitável a inscrição do CPF do devedor nos órgãos de defesa do consumidor e o envio da dívida para escritórios jurídicos incumbidos de efetuar a cobrança, muitas vezes também sendo uma cobrança abusiva, mesmo quando o contrato de financiamento possui juros abusivos e tarifas ilegais embutidas.

É nessa hora que o consumidor conhece a ferocidade das assessorias de cobrança que inundam nossas caixas de email com mensagens ameaçadoras, além do envio de cartas e SMS, e a principal forma de constrangimento, as ligações que são realizadas de maneira particular e explicita, expondo o devedor a constrangimentos justamente para forçá-lo a efetuar o pagamento.

O banco pode efetuar cobranças mesmo quando há cobrança de juros abusivos?

Infelizmente não existe bom senso por parte das financeiras e instituições bancárias no que tange a exageros em relação às taxas de juros, tarifas, cobranças abusivas e de juros abusivos por pagamentos em atraso. Quando o financiado atrasa uma ou duas parcelas, imediatamente começam as ligações e o transtorno causado por atendentes de telemarketing que representam o banco, muitas vezes orientados a serem grossos e mal educados para forçarem o cliente a pagar suas dívidas vencendo-o pelo cansaço, e claro, sem levar em conta que esse mesmo cliente pode estar pagando cerca de duas ou três vezes mais do valor que financiou.

Mas a cobrança abusiva é permitida? O que devo fazer caso isso aconteça?

Quando o consumidor é exposto a cobranças exageradas ou vexatórias, como por exemplo, quando as assessorias começam a ligar em seu local de trabalho por exemplo, essa cobrança é ilegal e deve ser denunciada, conforme consta no artigo 42 do Código de Defesa do Consumidor. Caso você esteja sofrendo com esse tipo de cobrança, deve procurar a Reis Revisional para obter o recálculo de seu contrato de financiamento.

Cobrança abusiva de dívidas
Avalie este post

6 Comentários

  1. Eu passo direto por isso ,me ligam direto por causa de um carro .não paguei nenhuma prestação como o advogado me disse e entreguei ele sem nenhum problema ,mas agora o Itaú me ligam dizendo que devo mais de trinta mil reais e já esta em cartório me ameaçando direto

  2. José Santos disse:

    Muito bom o texto. Parabéns

  3. Julya G de Sotto disse:

    Essa revisão serve apenas para financiamento de carros ou para outros também, como por exemplo empréstimos junto a financeiras?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Atendimento Online