Cobrança Vexatória

Cobrança vexatória de dívidas

De acordo com o artigo 42 do Código de Defesa do Consumidor, a cobrança vexatória não é permitida.

Entretanto é comum bancos e financeiras extrapolarem na hora de fazer a cobrança de débitos ao consumidor.

Banner Dívida Financiamento

Dessa maneira, como se defender de cobranças abusivas e ficar livre de embaraços e constrangimentos?

Cobrança vexatória é crime? Como identificar uma irregular?

Essas e outras perguntas sobre cobrança vexatória respondemos nesse artigo.

 

O que é cobrança vexatória?

 

CDC e cobrança vexatóriaToda cobrança de uma dívida feita através de ameaças, coação, constrangimento físico ou moral, afirmações falsas e enganosas é considerada cobrança vexatória.

Dessa maneira, qualquer cobrança que exponha o consumidor ao ridículo sem justificativa, seja em seu trabalho, lazer ou descanso, estará desrespeitando a Lei.

Com efeito, até mesmo o excesso de ligações pode ser considerada cobrança abusiva e vexatória.

 

Cobrança vexatória e o CDC

Antes de mais nada temos que frisar que infelizmente o Brasil esta afundado em uma crise profunda.

Dessa maneira, os índices de desemprego são alarmantes e não há perspectiva em curto prazo de reversão desse quadro.

Por esse motivo é comum pessoas não conseguirem honrar seus compromissos e acabar atrasando alguns pagamentos.

Em contrapartida bancos e financeiras colecionam recordes de lucros ano após ano.

Nesse cenário temos cada vez mais empresas de cobrança que insistem em desrespeitar os direitos do consumidor.

Cobrança Abusiva

Assim, o artigo 42 do Código de Defesa do Consumidor expõe de maneira clara e direta que o consumidor em débito não pode ser exposto ao ridículo.

Outro ponto comum de abuso é a exposição do consumidor à constrangimentos e ameaças..

Além disso, quando o consumidor é cobrado de algo que não deve, tem direito a restituição em dobro do valor cobrado indevidamente:

Art. 42. Na cobrança de débitos, o consumidor inadimplente não será exposto a ridículo, nem será submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça.

        Parágrafo único. O consumidor cobrado em quantia indevida tem direito à repetição do indébito, por valor igual ao dobro do que pagou em excesso, acrescido de correção monetária e juros legais, salvo hipótese de engano justificável.

 

Assim, qualquer documento de cobrança de débitos apresentado ao consumidor deve conter:

  • Nome do consumidor;
  • Endereço completo;
  • Número do CPF ou CNPJ do consumidor;
  • CNPJ do fornecedor do produto ou serviço que gerou a dívida.

 

Mas efetuar cobrança vexatória é crime?

 

cobrar em excesso é crime

 

Sim, efetuar cobrança vexatória é crime passível inclusive de detenção de 3 (três)meses a 1 (um) ano e multa.

Conforme artigo 71 do Código de Defesa do Consumidor, a cobrança abusiva não pode ser praticada.

Dessa maneira, quando você estiver trabalhando e receber aquela ligação importuna do escritório de cobrança, você estará sendo lesado.

Da mesma forma que ligações de atendentes mal educados, treinados para ridicularizar o consumidor, é considerada cobrança vexatória.

Outro bom exemplo de cobrança que desrespeita o consumidor é a cobrança “corpo-a-corpo” efetuada no local de trabalho.

Empresas costumam efetuar esse tipo de cobrança por acreditarem que o constrangimento do consumidor o fará pagar a sua dívida.

Como ficar livre de cobrança vexatória no local de trabalho?

 

Cobrança abusiva no trabalhoPara se livrar de uma cobrança vexatória, o consumidor deve ficar atento a obtenção de provas desse tipo de cobrança.

Por certo que com provas em mãos, é possível o consumidor obter na justiça inclusive indenizações por essa exposição ao ridículo.

Então é importante efetuar a gravação de ligações, filmagens ou colher depoimentos de testemunhas para provar judicialmente a cobrança vexatória.

 

 

Quais os principais tipos de cobrança vexatória?

Infelizmente a criatividade de empresas de cobrança extrapola todos os limites.

Dentre as principais formas de cobrança vexatória estão:

  • Ligações constantes em celulares ou aparelhos fixos. Algumas pessoas chegam a receber mais de 200 ligações diárias de um mesmo escritório de cobrança;
  • Ligações para parentes, amigos, cônjuge ou qualquer terceiro que nada tem a ver com a dívida;
  • Cobrar pessoalmente em local de trabalho também não é permitido;
  • Alegar via telefone ou pessoalmente declarações falsas ou utilização de termos de baixo escalão;
  • Efetuar xingamentos ou insinuações de calote ou qualquer termo pejorativo também é cobrança vexatória;
  • Falar que a pessoa será presa ou terá os bens penhorados sem fundamento é cobrança vexatória.

Por que empresas de cobrança fazem ameaças de apreensão e penhora de bens?

 

Esse tipo de ameaça e cobrança vexatória esta diretamente relacionada a dívidas que possuem um bem dado em garantia.

Contudo ao fazer esse tipo de ameaça, é comum o exagero com frases pejorativas que visam apenas amedrontar o consumidor.

Escritórios de cobrança e empresas terceirizadas são as campeãs de reclamações por cobranças desrespeitosas e maliciosas.

Os responsáveis por esses escritórios e assessorias de cobrança treinam seus colaboradores para desrespeitarem o consumidor visando apenas atingir metas e lucro aos bancos.

Dessa forma, escritórios de cobrança e assessorias de cobrança fazem rotineiramente ameaças mentirosas com o intuito de intimidar o consumidor.

Em primeiro lugar, antes de retomar qualquer bem móvel, é necessário

Cobrança e penhora

que o credor ingresse com uma ação judicial.

Em casos de veículos, a ação que deve ser ingressada é a de busca e apreensão em alienação fiduciária.

Insta frisar que não é a cobrança em si que é ilegal, mas a forma de cobrança e a pressão que os bancos e financeiras exercem sobre o consumidor.

Essa pressão efetuada na cobrança é que é considerada cobrança vexatória.

Só para ilustrar, é requisito básico da ação de busca e apreensão a devida notificação via AR (aviso de recebimento) sobre o valor devido.

Esse requisito esta presente no artigo 2º da Lei 911/69 e é condição para o ingresso de ação de busca e apreensão de veículo.

Entretanto como esses escritórios de cobrança visam apenas preenchimento de metas, treinam seus funcionários a falarem o que quiserem.

Dessa forma, o intuito da cobrança vexatória por bancos e financeiras é obter o pagamento do inadimplente custe o que custar.

 

Qual a melhor forma para me defender da cobrança vexatória?

 

CDC - Juros abusivosO mais comum quando uma pessoa esta sofrendo a cobrança vexatória é ela evitar as ligações e dar desculpas a parentes e amigos.

Sem dúvida que o modo exagerado de cobrar uma dívida  acaba com o moral de qualquer pessoa, ainda mais quando envolve terceiros.

Desse modo, em primeiro lugar ao sofrer uma cobrança em desacordo com a legislação, o consumidor deve se atentar a dívida que esta sendo cobrada.

Bancos e financeiras costumam ser os grandes causadores da inadimplência justamente porque extrapolam nos juros abusivos.

A cobrança de juros abusivos tem sido uma das maiores vilãs no orçamento das pessoas.

Assim, procurar um especialista no assunto tem sido a melhor maneira de evitar a cobrança vexatória.

A empresa Reis Revisional é líder no seguimento e já ajudou milhares de pessoas a se livrarem dos abusos cometidos pelos bancos.

Dessa forma, a Reis Revisional além orientar e combater a cobrança vexatória, faz com que sua dívida seja revisada.

Por fim, você irá pagar o valor justo e deixará de sofrer com esse tipo de cobrança abusiva.

Entre em contato agora mesmo e faça seu cálculo revisional com a Reis Revisional.

 

Conclusão

A cobrança vexatória é cada vez mais comum em nosso país.

Tendo em vista o alto índice de desemprego e a crise econômica, milhares de pessoas possuem dificuldade no pagamento de suas dívidas.

Entretanto o Código de Defesa do Consumidor inibe essa prática.

Através dos artigos 42 e 71, a cobrança vexatória passou a ser crime e deve ser combatida quando exercida.

Alto número de ligações, exposição do consumidor ou alegações inverídicas são apenas alguns exemplos de cobrança abusiva praticada deliberadamente por empresas e assessorias de cobrança.

Se você esta passando por essa situação, deve procurar a Reis Revisional e colocar um basta definitivo em sua dívida.

Willian dos Reis
Willian dos Reis
Co-fundador da empresa Reis Revisional, consultoria especializada na luta contra a cobrança de juros abusivos no Brasil, gerando economia financeira e proporcionando o equilíbrio nas relações de consumo entre seus clientes e Bancos e Financeiras. Condecorada pela LATIN AMERICAN QUALITY INSTITUTE na categoria de Consultoria Financeira, foi premiada por sua preocupação na gestão da qualidade com certificação emitida pela LAQI, reconhecida pela ONU.

Qual sua opinião? Deixe um Comentário

avatar
 
smilegrinwinkmrgreenneutraltwistedarrowshockunamusedcooleviloopsrazzrollcryeeklolmadsadexclamationquestionideahmmbegwhewchucklesillyenvyshutmouth
  Inscreva-se  
Notificação de
WhatsApp chat