Fique atento ao distrato de imóveis adquiridos na planta

Conselho Monetário Nacional tenta aquecer mercado imobiliário

Consumidor deve ficar atento para distrato de imóveis adquiridos na planta

Em uma clara tentativa de alavancar as vendas de imóveis e aquecer o setor imobiliário no Brasil, o CMN (Conselho Monetário Nacional) decidiu autorizar bancos a financiarem operações de aquisições de imóveis novos ou adquiridos na planta, com valor de até 1,5 milhão, pelas taxas de juros do SFH (Sistema Financeiro Habitacional). A medida, porém, não permite a utilização do FGTS para esses imóveis. A regra para uso do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço continua valendo para imóveis no valor de até R$750 mil para São Paulo, Rio e Minas, e R$ 650 mil para outros Estados.

Não há previsão para que essa medida tenha um impacto imediato no mercado imobiliário, mas o SHF, que possui taxa de 12%, é a mais baixa praticada em comparação com os demais sistemas disponíveis no mercado.

Mas com todas as facilidades disponibilizadas, o consumidor deve redobrar a atenção na hora de realizar o sonho da compra do imóvel, principalmente em relação àqueles adquiridos na planta. É comum a prática por parte das construtoras de ludibriar o consumidor com o intuito de alavancar suas vendas. Analisar com calma o contrato de intenção de compra e venda é uma das medidas imprescindíveis para não cair em armadilhas, como por exemplo, em relação às cláusulas de rescisão do contrato e a forma de devolução dos valores já pagos pelo consumidor.

Se eu optar pelo distrato de imóveis adquiridos na planta, o que devo fazer?

Quando o consumidor decide fazer o distrato da compra do imóvel adquirido na planta, ele tem direito à devolução dos valores já pagos, que devem ser devolvidos em uma única parcela. Para os consumidores que querem rescindir o contrato de compra e venda de imóvel na planta e estão passando por algum tipo de dificuldade imposta pelas construtoras, devem imediatamente procurar ajuda profissional, relata Evandro dos Reis, CEO da empresa Reis Revisional – Consultoria especializada na cobrança de juros abusivos e tarifas ilegais.

Fique atento ao distrato de imóveis adquiridos na planta
Avalie este post
Evandro

Fundador da Consultoria Reis Revisional, aliado com a sua equipe já atingiu mais de 70 milhões em economia bancária para os clientes da empresa.

Condecorado pela LATIN AMERICAN QUALITY INSTITUTE como Empresário do Ano 2018 na categoria de Consultoria Financeira. Conquistou a Medalha de Honra Cruz de Malta, certificado em “Marketing & Branding – Manager Leader”, Master in Total Quality Administrations, Global Quality Certification, Brazil Quality Certification, emitidos pela LAQI, reconhecida pela ONU.

Condecorado pela ANCEC (Agência Nacional de Cultura, Empreendedorismo e Comunicação) com o “Prêmio Referencia Nacional – Consultoria Financeira em Juros Abusivos 2018”, selo de “Referência Nacional & Qualidade Empresarial – Consultoria Financeira em Juros Abusivos”, “Troféu Responsabilidade Cultural 2018”.

Evandro dos Reis
Evandro dos Reis
Fundador da Consultoria Reis Revisional, aliado com a sua equipe já atingiu mais de 70 milhões em economia bancária para os clientes da empresa. Condecorado pela LATIN AMERICAN QUALITY INSTITUTE como Empresário do Ano 2018 na categoria de Consultoria Financeira. Conquistou a Medalha de Honra Cruz de Malta, certificado em “Marketing & Branding – Manager Leader”, Master in Total Quality Administrations, Global Quality Certification, Brazil Quality Certification, emitidos pela LAQI, reconhecida pela ONU. Condecorado pela ANCEC (Agência Nacional de Cultura, Empreendedorismo e Comunicação) com o “Prêmio Referencia Nacional – Consultoria Financeira em Juros Abusivos 2018”, selo de “Referência Nacional & Qualidade Empresarial – Consultoria Financeira em Juros Abusivos”, “Troféu Responsabilidade Cultural 2018”.

4 Comentários

  1. Sandro de oliveira disse:

    Bom dia,

    Bom , eu paguei umas parcelas para a compra de um apartamento, mas houve um distrato nesse meio tempo e nao
    me reembolsaram o dinheiro que tinha pago, vces podem me auxiliar com esse reembolso?

  2. Vera Lúcia Silveira disse:

    Comprei um apartamento na planta, não foi entregue,mas já fiz até o financiamento no Banco e já foi repassado para a construtora.Estou pagando a prestação,que só de juro,paguei pelos dias 25/12 até 10/01/2017,o valor de R$ 2853,(prest.é R$750,00).Tem juros abusivos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.